Ponto de ônibus “grudado” joga passageiro no meio da rua

0

ponto-de-onibus-grudado-joga-passageiro-no-meio-da-rua-andre-mansur
 

Aparentemente inofensiva, a proximidade entre pontos de ônibus e de carga e descarga coloca em risco, diariamente, milhares de passageiros. Caminhões de grande porte estacionados a poucos metros da parada do coletivo atrapalham a visibilidade dos usuários que, sem alternativa, ocupam a rua para verificar a linha que está chegando.

Quem depende do transporte público conhece bem os locais perigosos. Um deles está na rua Curitiba, esquina com Padre Belchior, no Centro de Belo Horizonte. Acostumado a pegar ônibus ali, o segurança Francisco de Assis Santos acredita que sair da calçada já é “cultural”. Tanto que, mesmo quando não há veículos de carga estacionados, espera o ônibus sobre o asfalto.

“Os motoristas também acostumaram-se a isso. Alguns nem fazem a manobra para parar exatamente no ponto. Preferem pegar os passageiros no meio da rua e quem não fica esperto perde o ônibus”.

A situação se repete na avenida Prudente de Morais, esquina com rua Barão de Macaúbas. O ponto de ônibus fica escondido pelos caminhões que entregam mercadorias em um supermercado no quarteirão.

“Incomoda muito. Sei do risco que corro por estar no lugar errado e já vi motos que passaram raspando em pedestres”, reclama a aposentada Heloísa Helena Roscoe.

Consultor e mestre em engenharia de tráfego, Silvestre de Andrade Filho aponta vários problemas em pontos de ônibus e de carga e descarga “vizinhos”. “Há risco para o pedestre; prejuízo para o motorista, que fica sujeito a punições por parar fora do local certo; e reflexos no trânsito, momentaneamente interrompido para embarque e desembarque de passageiros”.

Em nota, a BHTrans informou que providenciará uma vistoria nos locais indicados para verificar se são necessárias mudanças para melhorar a segurança do usuário.

 

FONTE: Hoje Em Dia

Sobre o Autor

Leave A Reply

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','//www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-42400702-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');
No momento estamos estamos offline!
Clique aqui e deixe sua dúvida que entraremos em contato!
Possuímos os melhores advogados para lhe atender!